09/11/2018 - cqcs     Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn

No segundo e último dia do 12º Insurance Meeting ‘Novas Fronteiras do Seguro: hoje e amanhã na Era Digital’, a palestra da manhã Desmistificando a Inovação no Setor, reuniu especialistas para abordar aspectos da tecnologia que Cibele Cardin, CIO da Chubb do Brasil, Cristiano Barbieri, diretor de tecnologia da SulAmérica e Curt Zimmermann, diretor de TI da Bradesco Seguros debateram o assunto moderado por Daniel Domeneghetti, sócio do Grupo ECC e CEO da DOM Strategy Partners.

Domeneghtetti lembrou que a sociedade está em transformação e a adoção das tecnologias pelas empresas implica muita vezes em uma mudança interna. “A bola da vez é a mudança na cultura empresarial”, disse ele. Nesse sentido, a apresentação de Cristiano Barbieri, diretor de tecnologia da SulAmérica, foi sob medida. Ele lembrou que a SulAmérica é uma empresa centenária e preciso mudar processos. “Tudo e todos estão mudando. As empresas mais ágeis e que conseguem acompanhar a mudança do consumidor são as melhor sucedidas, é preciso se mudar rápido”, disse ele.

Barbieri disse que a grande mudança é cultural. “As empresas devem transformar sua cultura. A transformação de hoje parte do consumidor”, disse ele.

Cibele Cardin, CIO da Chubb do Brasil, abordou a influência da tecnologia nas empresas e na sociedade e a forma como as seguradoras precisam se adequar com a rapidez. Ela citou como exemplo um prédio construído na China em que eram levantados três andares por dia. “Como acelerar a avaliação do risco de maneira rápida e eficiente?”

Para ela, as seguradoras não vão desaparecer. A executiva disse achar que a indústria está em um patamar que ela chamou de Amazon. “É preciso se transformar se não eu morro. É preciso olhar para o futuro e desenhar as estratégias”, disse.

Já Curt Zimmermann, diretor de TI da Bradesco, abordou em sua apresentação tecnologias que acredita serão destaque. Ele disse que a Bradesco tem usado a inteligência artificial para atendimento. “O atendimento feito pela Bia é mais bem visto que o call center em algumas situações”, destacou. Ele disse ainda que o aperfeiçoamento do 5G vai favorecer, por exemplo, a telemetria que será importante para o seguro auto, por exemplo.

Encerrando a parte da manhã, Alex Körner, superintendente de Produtos de Seguros do Banco Santander Brasil e presidente da Comissão de Inteligência de Mercado da CNseg, Alexandre Leal, diretor técnico da CNseg, Luiz Roberto Cunha, economista e Professor da PUC-Rio, e Pedro Simões, economista da CNseg que discutiram o desafio da retomada do crescimento da economia e o mercado segurador.

Alex Körner lembrou que o envelhecimento da população vai influenciar na questão previdenciária e, por isso, o país deve fazer a reforma da previdência. Além disso, eles lembraram que o crescimento do desemprego nos últimos anos criou um novo perfil. “No momento que a população precisaria do seguro para dirimir os riscos, ela não conseguiu renda para arcar com os custos da contratação do seguro”, disseram.

O 12º Insurance Meeting foi um evento promovido pela CNSeg com o objetivo de discutir as inovações em seguros e o comportamento da nova geração de consumidores que têm determinado a inovação das seguradoras para propiciar aos consumidores uma boa experiência com o seguro.








16/11/2018 - G1
Diretoria do BC se coloca à disposição de Roberto Campos Neto
 mais...
16/11/2018 - globo.com
IR 2018: Receita paga 6º lote de restituições nesta 6ª feira
 mais...
16/11/2018 - G1
Economia tem expansão de 1,74% no 3º trimestre
 mais...
16/11/2018 - globo.com
SP e RJ concentraram 42,7% do PIB em 2016
 mais...
Página Inicial  .:.   Informações de Publicidade  .:.   Patrocinadores  .:.   Entre em Contato  .:.   Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn
© 2004 - 2018 - AMMS - Associação das Mulheres do Mercado de Seguros
Tecnologia EBTI