Quando o filho indica o caminho a seguir

Já parou pra pensar na quantidade de pessoas envolvidas na ação de levar o bife até sua mesa? O setor pecuário brasileiro, que é a criação e reprodução de animais, é sustentável e se destaca pelo mundo, já que são mais de 15 países que consomem da nossa carne. Porém, o setor pecuário brasileiro precisa de atenção e holofotes, mas acima de tudo, de incentivo para crescer ainda mais.

Karen Matieli, proprietária da Denner Agro Corretora de Seguros, descobriu a importância deste setor quando seu filho, de apenas oito anos, pediu para fazer hipismo. O marido dela sempre trabalhou no mercado de seguros, como corretor de todos os ramos. Até que um dia, o proprietário da hípica pediu para fazer seguro dos cavalos. Isso a instigou e em suas pesquisas encontrou a antiga Seguradora Brasileira Rural. Foi a partir deste momento que uma farmacêutica por formação muda sua história.

Aos poucos Karen descobriu esse nicho, começou a entendê-lo e se especializar. Ela se apaixonou pelo seguro de animais e com o tempo ganhou experiência para atender os clientes com maestria e eficiência. No início, o foco dela foi seguro para equinos, mas depois se especializou leite, raças, sistema de criação e hoje soma 14 anos de atuação no Seguro Pecuário. 

“Se é um setor importante, como a logística e produção em si de alimentos, como o seguro pecuário ainda não está presente em todo esse ciclo?”

Foi esse o pensamento que a impulsionou a buscar especialização para superar os desafios e encontrar soluções para avançar mais na proteção de agronegócio como um todo. Ela acredita que, quanto mais falarmos do seguro como ferramenta de gestão de risco, mais essa informação chega ao pecuarista.

Quando tudo começou, sua filha mais nova tinha dois anos e ela se viu abrindo mão da convivência familiar para se especializar, acompanhar exposições. Por muitas vezes pensou em desistir porque acreditar e investir em um ramo que ainda não é solidificado, exige mais do que algo que já está em plena expansão. Ela conta que sempre encontrou em seu caminho pessoas que a acompanharam, incentivaram e acreditaram desde o início na necessidade do seguro pecuário para a pecuária brasileira.

Em 2020 ela colheu os resultados dos 14 anos de empresa, do tempo de investimento no conhecimento, da importância da genética, do resultado das fazendas. Sempre à frente do seu tempo, Karen busca a atualização constante sobre a importância da pecuária no cenário mundial, pesquisando e buscando os principais parceiros para proteger esse ramo que é de extrema relevância para o Brasil e para o mundo.

Por ser um ramo ainda em desenvolvimento, ela pensa em sua sucessão para continuar o acompanhamento de perto do cliente. E como tudo começou com o seu filho, Denner Júnior, a empresa também leva seu nome - Denner Agro Corretora de Seguros – que hoje é dividida em Denner Aracor e Denner Agro. Hoje, com 23 anos, ele gerencia a Denner Aracor, liderando a parte comercial e operacional, e começou a conhecer os processos e a ajudar Karen na Denner Agro.

Karen acredita que estamos no caminho certo, mas para conseguir evoluir esse ramo, com mais soluções de proteção, pensando na produtividade, em coberturas mais atualizadas e tecnologia in loco, é preciso dedicação e esforço dos corretores, dos segurados, das seguradoras e do governo, que é um grande viabilizador do projeto. “Temos que unir os elos para que lá na frente possamos colher os frutos que é o investimento em genética, resultados, ter mais e melhor produção em pequena área”.

Com foco, é possível construir algo muito melhor em pouco tempo. De acordo com ela, apenas 1% da pecuária do país é assegurada.  Segundo dados da Susep, em 2020 o seguro pecuário cresceu 291,24% em relação ao ano anterior.


Tany Souza

Tany Souza  

Tany Souza é jornalista há mais de 20 anos, com vasta experiência no mercado de seguros com atuação como assessora de imprensa e atualmente como repórter da Revista Cobertura. Já esteve por quatro anos consecutivos entre as finalistas do prêmio Fenacor de Jornalismo, sendo a segunda colocada na categoria imprensa especializada, em 2017. Em 2019 ganhou, pelo terceiro ano consecutivo, o primeiro lugar do 5º Prêmio Sincor-GO. Além disso, é fundadora e diretora responsável de conteúdo estratégico de comunicação, na Agência Filling.