Mercado de seguros começa o ano mais otimista

Corretores de seguros e seguradores iniciam 2021 muito mais otimistas, seja quanto ao desempenho do setor ou mesmo quanto ao crescimento da economia brasileira. É o que aponta a mais recente edição do ICSS – Índice de Confiança do Setor de Seguros, calculado através de pesquisa realizada pela Fenacor.

De acordo com o estudo, 88% dos corretores acreditam que a economia ficará “melhor” (53%), “muito melhor” (6%) ou, pelo menos, “estável” (29%) nos próximos seis meses. Apenas 12% temem um quadro pior.

Já entre os seguradores, 59% enxergam um quadro favorável, com crescimento da economia no primeiro semestre de 2021. Outros 32% trabalham com a possibilidade de uma estabilidade e somente 9% temem um agravamento, com queda na economia.

FATURAMENTO. Em relação ao faturamento do setor, 59% dos corretores entrevistados projetam um quadro de crescimento e 35% responderam que não deverá haver variações em relação ao cenário apurado no final do ano passado. Apenas 6% demonstram pessimismo, aguardando até mesmo queda do faturamento.

Os seguradores estão ainda mais otimistas: 64% apostam no aumento da receita e outros 5% responderam que o cenário será “muito melhor” neste semestre. Para 18% haverá estabilidade e 13% indicaram o temor de queda do faturamento até junho.

RENTABILIDADE. Quanto à rentabilidade, as respostas dos seguradores foram mais conservadoras: 59% projetam estabilidade, 27% acreditam em crescimento e 14% queda.

Já para 53% dos corretores de seguros entrevistados a rentabilidade ficará “melhor”, enquanto 41% esperam um quadro de estabilidade nos próximos seis meses e apenas 6% ainda temem uma queda da rentabilidade nos negócios.