Seguros revisa projeção e prevê arrecadação ainda maior em 2022

Seguros revisa projeção e prevê arrecadação ainda maior em 2022

A Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) revisou para mais o crescimento da arrecadação do setor neste ano. A previsão é que a alta alcance 13,7% desta vez (anteriormente era de 10,3%), totalizando quase R$ 350 bilhões de arrecadação (sem Saúde e DPVAT), segundo o novo levantamento.

O desempenho projetado para os seguros de Danos e Responsabilidades, de Coberturas de Pessoas e de Capitalização, todos com expansão estimada de dois dígitos, demonstra uma reação mais uniforme de todo o mercado.

No segmento de Danos e Responsabilidades, projeta-se uma expansão de 20,5% no ano; em Coberturas de Pessoas, alta de 10,6% e em Capitalização, outros 13,0%.

A projeção da CNseg é atualizada a cada três meses. O grupo dos seguros de Automóveis, um dos mais representativos em termos de arrecadação, deverá manter a demanda aquecida no segundo semestre, assegurando o viés de forte alta do segmento de Danos e Responsabilidades, segundo a CNseg.

A previsão é de que a demanda pelos seguros de Automóveis suba 26,0% no ano. No acumulado de 12 meses móveis até junho, o seguro Automóvel experimentou alta de 20,3% na arrecadação. Segundo o levantamento da CNseg, “observa-se que o aumento de prêmio, assim como o pagamento de sinistros (até junho, as indenizações acumularam alta de 39,1% em 12 meses móveis), está relacionado à expressiva valorização apresentada por carros usados e seminovos desde 2021, como reflexo da redução na oferta de veículos novos”, disse Dyogo Oliveira, presidente da CNseg.

Nos seguros Patrimoniais, seus três subgrupos (Massificados, Riscos de Engenharia e Grandes Riscos) apresentam também desempenho favorável, constata a CNseg. 


Mais notícias


Vídeos em destaque!

Nossos Patrocinadores